Sapatinho para bebê: qual a melhor idade para começar a usar

Sapatinho para bebê: qual a melhor idade para começar a usar

A compra do primeiro sapato infantil pode ser um momento muito marcante, pois é quase que impossível resistir àqueles mini sapatinhos. Mas é importante lembrar que, como os pequenos estão em constante desenvolvimento, nos primeiros meses o uso de sapatos incorretos podem prejudicar o desenvolvimento motor do bebê, assim como prejudicar o desenvolvimento de todas as curvaturas do pé, favorecendo o aparecimento de pé chato ou causar bolhas e calos.

A escolha do sapato, deve sempre se atentar conforme a etapa do desenvolvimento do bebê e a idade, é importante para o seu crescimento adequado e também para a prevenção de problemas de coluna, postura e pés. E em qual momento deve ser usado e comprado o primeiro sapatinho para bebê?

Os primeiros meses

Como nessa fase o bebê fica praticamente 100% do tempo no colo, o ideal é prezar pelo conforto, já que aqui só cumprirão a função de agasalhar ou complementar uma roupa que tenha escolhido para ele. Por isso, devem ser delicados e de preferência sem costuras. 

Em geral, são feitos de tecido, lona ou entrelaçados como o croché. De todas as formas, o ideal nesta fase é que seu bebê esteja descalço, já que é importante deixar os pés livres para que o bebê possa tocá-los, apertá-los e até mesmo levá-los à boca, e que use meias ou sapatos para protegê-lo do frio ou para sair a passeio.

Dos 6 aos 12 meses

(Marca: Babo Uabu)

Ainda que os sapatinhos de bebê sejam opcionais devido à pouquíssima idade, a sua utilização é recomendada para proteger os pés das crianças nos mais distintos tipos de solo. Nessa idade, os aspectos dos calçados continuam como na faixa etária anterior, ou seja, mantenha a atenção à maciez e flexibilidade dessa região.

Do primeiro ano em diante

(Marca: Tip Toey Joey)

Normalmente a partir do primeiro ano o bebê já demonstra vontade de dar alguns passos. É importante, por um lado, manter este estímulo sensorial, permitindo que a criança ande descalça sempre que possível – para que possa “sentir” diferentes tipos de apoio e experimentar pisos diferentes (gramado, areia), mas claro que não dá pra deixá-lo descalço em todos os lugares. 

Quando for assim, escolha os sapatos mais leves, “molinhos” e que permitam movimentos, com solas mais finas e de borracha, possibilitando sentir melhor o chão sem escorregar. Nos dias mais frios, as meias antiderrapantes são uma excelente opção, oferecendo a aderência necessária para o bebê se movimentar, mas mantendo o conforto térmico. 

Depois que ele aprender a andar sozinho, será importante escolher os calçados adequados para não prejudicar o desenvolvimento dos pés, fornecendo mais segurança ao caminhar. Também é importante que o calçado seja sempre do tamanho adequado, ou seja, não deve ficar muito pequeno, nem muito folgado, garantindo mais firmeza para o bebê caminhar. 

Por isso, enquanto o bebê não estiver andando sozinho de forma segura, é melhor evitar o uso dos chinelos convencionais, optando pelos modelos que são presos com elástico na parte traseira. Para o sapato menina, é melhor evitar sandálias com muitos detalhes, que possam incomodá-la.

Você sabe onde encontrar o sapato ideal para a idade do seu filho? O Sapo e a Princesa tem várias opções para qualquer fase que ele esteja. Venha conferir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *