Dicas de Roteiro em Gramado com Crianças e Bebês – Parte I

Dicas de Viagem


Somos uma família que ama viajar! Por isso, vários amigos nos perguntam dicas de hotéis e
passeios para fazer com crianças e bebês e um destino está sempre na lista: Gramado!
Gramado com crianças é certeza de um passeio bem sucedido, pois a cidade conta com muitas
atrações para os pequenos e claro, para os adultos também.
Já fomos para Gramado antes de ter filhos e é um destino delícia para casal, friozinho, hotéis
deliciosos, fondues, chocolate…. Depois, fomos quando a Lara tinha 2 aninhos e pudemos
conhecer um pouco do mundo infantil em Gramado. Recentemente fomos com a Lara com 4
anos e a Stella com 1 aninho e dessa vez, fizemos só passeios em Gramado com as crianças.
Se você está pensando em ir para lá, separamos algumas dicas de passeios e dicas gerais que
podem te ajudar 😀


Dicas:

Compre seus ingressos com antecedência e com desconto em sites como Laçador de Ofertas.
Alguns passeios decidimos de última hora e compramos na bilheteria por um valor bem mais
alto. Alguns dos ingressos você precisa agendar.

Levei papinha congelada pra Stella e deixei na geladeira do hotel. Jantamos dois dias no hotel
e pedi para esquentarem a papinha.

O Hotel Casa da Montanha:

Adoramos esse hotel. Que atendimento maravilhoso, todos simpáticos e prestativos. Ficamos
na Suíte Classic que é uma das melhores e tem uma diária de mais ou menos R$4.000,00.
Existem suítes mais em conta como a Suíte Junior, que fica por volta de uns R$2.800 a diária
(isso para agosto, na época que fomos. Os valores variam de acordo com a época).


A vantagem da Suíte Classic é que ela tem uma sala delícia, com lareira elétrica, sofá cama,
banheira e um espaço para refeições. Foi ótimo, pois eu dormi no quarto com a Stella no berço
e meu marido dormiu na sala com a Lara (uma não acorda a outra). Uma coisa que amei no
hotel foi o blackout. Você acorda de manhã achando que ainda está de noite, pois é blackout
total. A Stella dormiu todos os dias muito bem. Era até difícil acordá-la.


O hotel oferece roupões e chinelos até para as crianças (fofooo). Todos os dias eles deixam
chocolate com uma cartinha e água grátis. O Mini bar vem abastecido e a primeira utilização é
grátis. Todos os dias também tem chá da tarde que servem Waffles com manteiga, doce de
leite ou Nutella e chazinho grátis para todos os hospedes.
O café da manhã do Hotel Casa da Montanha é delícia. Sério! Tem muitas opções e muitas
opções de cafés ‘gourmet’ também.


A brinquedoteca é uma fofura. Tem várias atividades e é toda lúdica. O único porém é que
somente crianças acima de 5 anos podem ficar desacompanhadas nas atividades. A Lara amou
a brinquedoteca e queria ficar lá a noite toda, seria um ótimo momento para podermos dar
uma voltinha pelo centrinho. Mas, tínhamos que ficar lá com ela, o tempo todo. O hotel tem
serviço de baby sitter que cobram um valor por hora se você quiser deixar alguém cuidando da
criança na brinquedoteca e ir passear ou jantar. Mas não utilizamos.
O hotel também tem um carrossel na entrada que é gratuito, até para quem não é hospede. A
noite tem show de luzes e a rua inteira para para assistir. Achei lindo e emocionante poder

proporcionar isso pras meninas. Meus olhos até encheram de lágrimas. Estou fazendo a maior
propaganda do hotel e não é parceria não… hehehe pagamos tudo (quase falimos, mas tudo
bem).


Valeu a pena? Super. O valor do hotel é caro, mas se você tem condições, vale muito a pena. É
realmente uma experiência a parte. Sei que no Natal eles tem uma experiência maravilhosa
com Papai Noel e etc. Vale a pena ver nessa época também.

Reserve seu hotel aqui: https://www.booking.com/hotel/br/casa-da-montanha.xb.html?aid=8023467&no_rooms=1&group_adults=2

Passeios que fizemos:

  • Mini Mundo
  • Bondinhos Aéreos
  • Terra Mágica Florybal
  • Fondue na Neve Tchê Pierre
  • Snowland
  • Aldeia do Papai Noel
  • O Reino do Chocolate

Dica de Roteiro de 3 dias para Gramado com Crianças e Bebê


Dia 01 – SP-POA; Hotel Casa da Montanha; Mini Mundo


Nós chegamos em uma sexta-feira, dia 29 de agosto de 2023, em um voo da GOL indo direto
de Congonhas para Porto Alegre, chegando em POA às 10h45. Pagamos por volta de R$800,00
a passagem (claro que pode mudar muito conforme a época). No aeroporto alugamos o carro
e já fomos direto para nosso hotel, o Hotel Casa da Montanha em Gramado
O hotel fica a cerca de 2h do aeroporto de Porto Alegre.
O que eu planejei: Chegar por volta das 14h no hotel, almoçar, dar uma volta pelo centrinho, ir
ao Mini Mundo e depois andar de pedalinho no Rio Negro, que fecha as 18h.
O que realmente aconteceu: Almoçamos rapidinho um hamburguer no Madero e fomos ao
Mini Mundo correndo, pois ele fechava às 17h.


O Mini Mundo é bem pertinho do hotel, apesar de precisar ir de carro. Como mencionei
acima, já tínhamos comprado os ingressos pelo Laçador de Ofertas e estava bem vazio, sem
filas. O lugar é uma graça com maquetes miniatura de monumentos do mundo inteiro como
cidades, castelos, navios e muito mais. Tudo muito bem feito e bem cuidado. Confesso que eu
curti mais que as crianças, porque eu conhecia pessoalmente vários daqueles lugares e é
realmente muito igual.
A Lara não ligou muito para as maquetes, mas o legal é que eles tem um jornalzinho com dicas
para você procurar objetos e ações dentro das miniaturas, então isso distraiu um pouco as
crianças. Tem uma casa de bonecas linda que as meninas ficaram um tempão brincado. Outro
espaço legal que elas curtiram foi um parquinho, mas é bem pequeno, nada demais.

Eles fazem uma visita guiada para o guia ir explicando cada maquete e a história do lugar. É
pago a parte e nós não fizemos. A maior parte do lugar é aberta, então atenção para os dias de
chuva.


No final do passeio um personagem veio conversar com as meninas e deu presentinhos para
elas (imãs de geladeira com os personagens do parque). Elas adoraram essa interação e, claro,
os presentes. A lojinha de souvenir é linda também, mas cara, não compramos nada.


Preço: Pagamos R$78,00 o ingresso adulto e (ACHO) que R$53,00 o infantil (de 3 a 15 anos).
Não encontrei o email dos ingressos para ver o preço exato. O valor pode variar. Stella, com 1
ano, não pagou nada.
Valeu a pena? Não foi o preferido das meninas, mas por ser um passeio rápido, perto do hotel
e bem bonitinho, achei que valeu. Não voltaria até as meninas ficarem mais velhas e
entenderem realmente as miniaturas.
Depois do Mini Mundo voltamos para o hotel e jantamos por lá mesmo. Lara quis ficar na
brinquedoteca brincando até a hora de subir para dormir.


Dia 02 – Bondinhos Aéreos; Parque Florybal; Jantar no Fondue na Neve Tchê Pierre


Acordamos e enquanto eu ficava na correria de trocar a Stella, fazer as mochilinhas e etc, o
Gustavo desceu com a Lara para a Brinquedoteca, pois no dia anterior, o tia tinha prometido
fazer um penteado na Lara bem lindo para ela ir passear. Nos encontramos no café da manhã
(aliás, que café da manhã deliciosooooooo).


Já tínhamos o ingresso dos bondinhos e já tínhamos reservado o passeio para essa data, mas
não era preciso reservar o horário. Ele fica aberto das 9h às 17h e chegamos lá por volta de
umas 11h. Também não tinha nenhuma fila, apesar de ser sábado.

Bondinhos Aéreos: Os Bondinhos Aéreos ficam em Canela, mas é rapidinho, cerca de 20
minutos de carro desde o hotel ou centrinho de gramado. O passeio é bem legal: O bondinho
tem 3 paradas e é todo fechadinho e seguro. Começa com você subindo até a primeira parada
onde você desembarca e tem um mirante para a cachoeira do Caracol. Aqui faz um caminho
por uma trilha até chegar ao outro ponto do bondinho.


Nesse caminho na trilha você vai passando por várias réplicas de animais que habitam essa
região, com placas que contam os hábitos de cada animal. As árvores também são
identificadas. As meninas amaram. As réplicas não são perfeitas, mas as crianças nem ligaram.
A Lara quis tirar foto com TODOS. Ela amou mesmo. E achei muito legal, pois eu ia lendo as
plaquinhas e ela ia aprendendo sobre cada bichinho, fazendo perguntas… amamos. A Stella
gostou de tirar fotos, mas claro, não entendia muito as explicações.


No meio da trilha tem tipo uma gruta que é o Espaço das Esculturas que Falam. São cerca de
85 peças talhadas em madeira pelo artista plástico Masaharu Hata (1938-2010) e essas
esculturas são interativas que reproduzem o som de cada animal quando são tocadas. Achei
super interessante.
Continuando pela trilha, chegamos em um parquinho ao ar livre bem gostoso. Ficamos lá um
tempo com as meninas brincando na gangorra, escorregador e etc. Depois, descemos o
bondinho.

Nessa descida tem-se uma vista bem linda da cachoeira. O dia estava maravilhoso. A segunda
parada, é outro mirante da Cachoeira do Caracol, mas dessa vez com uma vista frontal e muito
bonita. Lá eles tiram uma foto da sua família e vendem. Mas se você quiser tirar só com o
celular, também pode.
Depois de contemplar e tirar as fotos, voltamos ao bondinho para voltar à primeira estação, a
estação central.
Na estação central é a última parada. Tem umas lojinhas e tem também o brinquedo Eagle. O
Eagle é tipo uma tirolesa com cabos de aço que você soooobeee em uma cadeira e depois
desce bem rápido cerca de 180m, simulando o voo de uma águia. É pago a parte e a altura
mínima é 1,20m. Não fomos, não posso opinar.


Valores: Pagamos R$86,00 adulto (pelo site do Bondinhos estava R$90,00). Crianças menores
de 5 anos não pagam, então nem Lara e nem Stella pagaram. Mas o ingresso infantil é cerca de
R$45,00. *Valores podem ser alterados
Valeu a pena? Sim. Adoramos. Foi um passeio rápido, muito gostoso, educativo, o dia estava
lindo e a vista da cachoeira, apesar de longe, é bonita.

Terra Mágica Florybal: Saímos dos Bondinhos por volta de 13h e seguimos para o parque Terra
Mágica Florybal. O parque também fica em Canela e é do ladinho dos Bondinhos, por isso dá
para combinar os dois passeios. Confesso que fica um pouco corrido, pois o parque fecha às
16h30, mas como a cidade e os passeios estavam vazios, sem fila, conseguimos fazer tudo.
Dica: Se você for em uma época mais cheia, chegue mais cedo no bondinho. No site do parque
Florybal, eles indicam que você tenha pelo menos 3h30 para fazer o passeio.


O Parque Terra Mágica Florybal é um parque com atrações, cenários encantados e
personagens tipo fadas, dinossauros, duendes, tudo meio misturado. Para crianças na idade da
Lara eu achei legal, porque ela realmente adorou esses personagens e achava que as fadas
eram fadas de verdade (quis tirar um monte de foto e etc…).
Você vai fazendo um percurso pelo parque e passando nas atrações. A Stella ficou encantada
com os personagens e os cenários. Pelo caminho tinham alguns brinquedinhos para bebês que
ela conseguiu brincar um pouco, tipo balanços, aqueles cavalinhos de mola e etc.
A Lara gostou muito (foi diversas vezes) na Mini Tirolesa, o Aerobike (tipo uma carrinho que
você vai pedalando em um trilho suspenso), o Mini Tower Up (aquelas torres que despencam,
mas versão infantil) e o Mini Barco Viking. Ela queria muito ir no carrinho bate-bate, mas ela
não tinha altura (ela mede 1,02m).
Também fomos em um cinema 7D que as cadeiras tremem (pago a parte), mas achei bem
ruim. Sem encantamento nenhum, um filminho bem chato, não achei que vale o dinheiro.
Para crianças maiores tem alguns outros brinquedos mais radicais, mas que não fomos.
No final do dia, assistimos um teatrinho de fantoche bem fofo e uma apresentação de um
teatro com alguns personagens do parque. Os teatrinhos são bem rapidinhos e tem vários
horários durante o dia. Lara e Stella gostaram.
Saímos na hora que o parque estava fechando, às 16h30.

Valores: Pagamos R$150,00 o ingresso adulto e R$75,00 o infantil (crianças menores de 4 anos
não pagam). *Valores podem ser alterados.
Valeu a Pena? As meninas se divertiram muito e isso que importa, então acho que valeu. Mas
eu achei o ingresso caro, os cenários meio mal feitos, zero encantamento por conta dos
funcionários… Para adultos e talvez crianças maiores, não acho legal.

Jantar no Tchê Pierre:
Chegamos no hotel, tomamos um banho bem rápido e fomos para o Fondue, que havíamos
agendado para as 18h30. Eles possuem esse horário disponível ou as 21h. Era bem pertinho do
hotel, apesar de termos que ir de carro.


Chegando lá você fica esperando na fila exterior até dar realmente o horário das 19h. Nesse
horário, um personagem começa a contar a história do Tchê Pierre, que é um ratinho
simpático que vive nos Alpes Suíços. As portas se abrem e você entra num simulador de um
dirigível que nos leva de Gramado para os Alpes, tudo de forma bem lúdica.


A porta do dirigível se abre e entramos então no restaurante, que é todo ambientado como se
fossem vilas dos Alpes. O Fondue é no sistema tipo rodízio, eles completam a panela com
fondue de queijo e vão passando os acompanhamentos. No meio do jantar, eles fazem uma
apresentação interativa (tipo um teatrinho) com a historinha do Tchê Pierre e depois servem o
fondue de chocolate. No final, a apresentação volta com o desfecho da história e tem a hora
da neve (espuma) que cai e todas as crianças brincam e interagem e etc.


Valores: Pagamos na época R$179,90 por pessoa e crianças até 3 anos não pagam. Comprem
pelo site do Laçador de Ofertas, pois estava bem mais barato que no site da própria atração.
*Valores podem ser alterados
Valeu a pena? Eu amo fondue e estava bem gostoso, mas só se você for com crianças. Achei
legal a interação, mas um preço salgadinho no final para a família, mais bebidas, mais serviço e
etc. Vale para conhecer uma vez. Quando fomos era bem na semana de inauguração, então a
hora de pagar estava bem bagunçada. Você precisa pagar no caixa, só tinha uma pessoa
atendendo e todos saem na mesma hora. Então imagina a fila, com um monte de criança, bebê
com sono, adulto (eu) passando mal de tanto comer… foi meio caótico. Mas espero que eles
tenham melhorado isso.

O post ficou bem longo então vou dividir em duas partes, espero que estejam gostando!

Em breve tem mais!

Beijos,

Carol

Related Posts

Leave a Reply