Categorias

Exames essenciais para o Segundo Trimestre da Gravidez

Exames essenciais para o Segundo Trimestre da Gravidez

Dando continuidade a sequência de posts que estamos fazendo sobre gestação e os cuidados essenciais neste período, seguiremos abordando quais os exames essenciais para toda mulher realizar durante o segundo trimestre da gestação. Caso você ainda não tenha chego no segundo semestre, confira a lista de exames essenciais para o primeiro trimestre da Gravidez.

O segundo trimestre, marcado pelo período entre a 13ª e a 27ª semana, costuma ser o mais tranquilo da gestação, pois as chances de ocorrência de um aborto espontâneo são baixíssimas, os enjoos são bem menos frequentes (ou quase inexistentes) e a tranquilidade toma conta do casal. Mesmo assim, muitos são os exames que devem ser realizados – ou repetidos – durante essa fase da gestação, com o objetivo de garantir que tanto a saúde da mamãe como do bebê estejam em dia.

Vamos conferir no vídeo abaixo funciona este segundo trimestre de gravidez e na sequência, quais são os exames fundamentais para o segundo trimestre da gestação.

  • Exames tradicionais:

Dentro desta grade de exames, a mamãe deverá realizar novamente alguns exames, assim como dar início a outros que não foram solicitados durante todo o primeiro semestre. São eles: Hemograma Completo, Acompanhamento do peso e tensão arterial, acompanhamento ginecológico, Ultrassom morfológico (o segundo) e Urina.

Ampolas de sangue completas.

Já solicitados pelo médico assim que a gestação foi confirmada, os exames tradicionais serão repetidos no segundo trimestre da gravidez. São eles: hemograma completo, acompanhamento da pressão arterial e do peso da mãe, ultrassom, exame de urina, urocultura e outros que completam o acompanhamento ginecológico da gestante.

  • Exames para medir taxa de açúcar no sangue

Exames capazes de medir os níveis de açúcar no sangue da mãe são realizados neste momento (e também nos outros trimestres) para identificar uma possível condição de diabetes. O exame, por mais que já tenha sido feito no primeiro trimestre, precisa ser repetido uma vez que alguns tipos de diabetes podem ser desenvolvidos em meio ao período de gravidez.

  • Despistagem de Rubéola, Toxoplasmose e DSTs;

Os exames de toxoplasmose, despistagem de rubéola e exames contra DSTs, como o anti-HIV e exames de hepatite B e C são realizados em todos os trimestres da gestação. O objetivo é verificar se a mulher já teve contato com qualquer uma delas. Caso o resultado seja positivo, alguns cuidados deverão ser tomados durante a própria gestação para que tais doenças não infectem o bebê.

  • Ecografia

Mulher realizando exame. Ela está olhando para o marido com médico apontando para monitor na parte de traz da imagem com rostinho do bebê.

É geralmente a partir da 20ª semana de gravidez que a mulher pode começar a realizar ecografias transabdominais. Tais exames mostram como está o desenvolvimento dos membros do bebê, e indicam se o crescimento está sendo como deveria com base no período da gestação. Além disso, é também com esse exame que a mamãe pode descobrir o sexo do bebê, motivo pelo qual é tão esperado!

  • Altura Uterina

O exame de altura uterina, como seu próprio nome já indica, é realizado para verificar com precisão o tamanho do útero feminino, que deve ter ao menos 24 centímetros desenvolvidos até a 28ª semana da gestação.

  • Ultrassom

Realizado entre a 17ª e 23ª semana, esse exame é importante durante esta fase da gestação para analisar como está o desenvolvimento dos principais órgãos do seu bebê, tais como o estômago, coração, bexiga e rins. Além disso, o exame também é capaz de identificar possíveis doenças no coração ou síndromes.

  • Fibronectina Fetal

Este exame é realizado para a remoção por completo de secreções na região vaginal. Ele avalia quais são os riscos de um parto prematuro e geralmente é realizado durante a 22 ou 23º semana da gestação. Caso você já tenha realizado este exame e esteja com problemas de parto prematuro, veja o vídeo abaixo e descubra algumas maneiras de evitar que este parto indesejado aconteça.

  • Avaliação da saúde Bucal (Dentistas)

    Mulher sentada em cadeira de dentista com o profissional verificando a saúde de seus dentes. Mulher caucasiana de cabelos loiros com a boca aberta. Dentista caucasiano com máscara no rosto e instrumentos de trabalho em mãos.

Assim como havíamos comentado na publicação especial que fizemos sobre quem está planejando a gravidez, citamos que é de extrema importância que as mamães passem constantemente pelo dentista, pois sua saúde bucal pode influenciar sim no desenvolvimento e saúde da criança. Problemas na gengiva podem prejudicar o desenvolvimento de feto e até mesmo serem a causa de partos prematuros. Por isso, realizar uma avaliação da saúde bucal em um dentista também é fundamental durante esta fase.

Você está preparada para o grande dia? Nós fizemos um guia maternidade bem completinho sobre as etapas que antecedem o nascimento do bebê com dicas sobre enxoval, como montar o quartinho do bebê e até um check-list com todas as coisas que você não pode esquecer de levar à maternidade no dia do parto. Baixe grátis aqui.

Veja Também

Medos comuns no Pós Parto

Dicas para mamães que trabalham em casa

Como diferenciar Refluxo de Regurgitação?

14 situações engraçadas que todos os pais passarão na vida

Posts Relacionados



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =