Categorias

10 dicas importantes para manter o bebê saudável no inverno

10 dicas importantes para manter o bebê saudável no inverno

No inverno, os papais e mamães geralmente têm trabalho dobrado para manter o bebê saudável. O tempo seco e frio torna o ar mais carregado de partículas de poeira e poluição. É o ambiente ideal para espalhar vírus e bactérias relacionadas com as doenças respiratórias, por isso, no frio, o sistema respiratório, tanto do adulto quanto o bebê, precisa trabalhar mais.

Para o bebê, a situação é um pouco mais preocupante, pois ele ainda não está com seu sistema imunológico em perfeito funcionamento e precisa criar anticorpos para combater as doenças. E como a criança está bastante vulnerável, todo cuidado é pouco. Por este motivo, vamos ajudar com 10 dicas especiais para manter os pequenos saudáveis.

 

Vestimentas para o inverno: é natural querer empacotar a criança com várias peças de roupas. No entanto, é importante usar o bom senso. Muita roupa pode fazer com que a criança fique sufocada e gerar problemas graves. A dica é simples, coloque uma peça de roupa a mais do que você está usando.

 

 

 

 

O mais indicado é usar as camadas, coloque um body d bebê de algodão primeiro, em seguida, peças em moletom ou lã. Não caia na tentação de colocar uma peça de lã em contato direto com a pele, é um tecido muito suscetível a causar alergias na pele sensível da criança.

 

 

 

 

 

Proteção nos ouvidos é essencial: use tocas para proteger os ouvidos. No mercado há opções muito variadas, mas dê preferências para peças em algodão, que ajudam a pele do bebê a respirar e tem um risco menor de alergias. O problema mais recorrente no inverno são as otites, um tipo de infecção que causa muita dor.

 

 

 

Alimentação e hidratação: uma forte recomendação é que a criança seja alimentada apenas com leite materno até os 6 primeiros meses de vida, isso já garante que seu filho terá todos os nutrientes que precisa para criar uma imunidade e combater vírus e bactérias.

Depois dos 6 meses, você deve inserir algumas frutas e legumes amassadinhos e também oferecer água entre as refeições. Lembre-se de manter uma alimentação saudável para ajudar seu bebê a ficar forte e se proteger das doenças.

Casa limpa e arejada: faça uma limpeza todos os dias na casa, principalmente no quarto da criança. Retire o pó dos móveis, troque os lençóis por outros limpos e passe o aspirador com frequência. Evite deixar tapetes, cortinas pesadas e bichos de pelúcia no quarto, são peças que potencializam o acúmulo de pó e ácaros e facilitam que a criança fique doente. O uso de umidificadores pode ser considerado, eles ajudam a arejar e muitas vezes até evitam problemas respiratórios.

A hora do sono: na hora de dormir, não use cobertores grossos e pesados e deixe os lençóis bem presos ao colchão, do contrário, a criança pode se sufocar, pois ainda não tem coordenação motora. Coloque cobertas finas até a altura do peito da criança, não obstrua a passagem de ar de nenhuma maneira, deixe o espaço das narinas e da boca livres.

Exageros são ruins: observe bem seu bebê para identificar cada reação dele, todo excesso pode causar problemas. O controle da temperatura corporal dos bebês é bastante instável e pode variar rapidamente, ficando muito quente ou esfriando facilmente, por isso use o bom senso e não deixe o pequeno desconfortável com pouca ou muita roupa. O ideal é usar a própria temperatura do corpo de um adulto como base. Apesar das diferenças, a diferença é válida. Se todos estiverem sentindo frio em um ambiente, use este “termômetro” para agasalhar a criança.

Cuidado com o banho: se no calor já é importante ter o máximo de precaução nessa hora, no frio o cuidado é em dobro. Alguns especialistas recomendam que no frio a criança deve tomar 3 banhos por semana. Obviamente a higiene na hora das trocas de fraldas deve receber maior atenção. A ideia é que a criança não fique muito tempo nua.

Aquecedores: ficar no quentinho é uma delícia, mas tenha cuidado com o efeito forno no quarto. Os aquecedores também deixam o ar mais seco do que o normal e prejudicam na estabilidade de temperatura entre os outros cômodos. A troca de temperatura pode causar mais problemas para a saúde do bebê do que uma temperatura mais baixa.

Preparação para os passeios: não tem como ficar preso em casa por 3 meses ou mais durante o frio. Mais cedo ou mais tarde você vai precisar sair com seu bebê. Se for sair de carro, prenda o bebê ao cinto sem o casaco e só depois coloque a roupa de frio mais grossa. Evite lugares fechados e aglomerados, e prefira os horários entre 10 e 17h, quando o tempo está um pouco mais quente.

Doenças respiratórias: a época preferida dessas doenças é sem dúvida o inverno. Os vírus e bactérias se propagam no tempo seco e frio. Por isso, evite contato com pessoas que estejam nessas condições para não colocar em risco a saúde do seu bebê. Fique bastante atento caso seu filho já apresente os primeiros sintomas dessas doenças e trate rapidamente para que não evolua para um quadro mais grave.

Prontinho! Seguindo cada uma dessas dicas a saúde do bebê estará assegurada!

Você também vai gostar de:

Posts Relacionados



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 6 =