Categorias

Divórcio: saiba como ajudar seu filho a superar!

Divórcio: saiba como ajudar seu filho a superar!

Para as crianças enfrentar o divórcio de seus pais pode ser estressante, triste e até um período confuso. Em qualquer idade, os pequenos podem se sentir chateados com a perspectiva de como será a vida após a separação. Como pai, ou mãe, você pode fazer o processo e seus efeitos menos dolorosos.

Ajudá-los a lidar com a notícia do divórcio pode ser uma tarefa difícil, porém é possível garantir uma conversa tranquilizadora e positiva, não será um processo contínuo, mas nossas dicas podem ajudar. Por mais difícil que possa parecer, tente encontrar um tom compreensivo e aborde os pontos mais importantes, logo no início. Dê aos seus filhos o benefício de uma explicação amigável e honesta.

Como ajudar o seu filho a superar o divórcio

Dizer sempre a verdade: a criança possui o direito total de saber os motivos principais do divórcio, mas explicações excessivas são desnecessárias e podem confundir. Tente simplificar e adaptar os motivos na compreensão da criança. É preciso deixar explícito que vocês não irão parar de amá-los e se houver uma relação de amizade do casal, deixe isso claro.

Dizer, eu te amo: por mais corriqueiro, deixar as crianças cientes do amor e afeto disponíveis a elas, pode ser uma mensagem extremamente importante e poderosa neste processo. Deixe claro que os cuidados continuarão.

Você também vai gostar de:

Benefícios das mudanças: tente explicar as mudanças com aspectos positivos, exalte as qualidades e benefícios de, por exemplo, ter duas casas, dois quartos, entre outras coisas. Esclareça as mudanças de responsabilidades e regras de cada local também.

Não culpe o outro: é inevitável ser honesto com os filhos, porém evite ser crítico do seu ex-companheiro (a). Isso pode ser especialmente difícil quando houver situações dolorosas, como a infidelidade, mas com um pouco de delicadeza e astúcia, os pais podem evitar jogar a culpa um no outro e evitar que a separação seja mais dolorosa.

[wpdevart_youtube]s6yJzMfIR3g[/wpdevart_youtube]

Não peça aos filhos para tomar uma decisão: muitas vezes, os pais envolvem os filhos nas decisões relacionadas com a separação, em primeiro lugar, pedir opinião a eles sobre essas questões, pode colocá-los em uma posição horrível, entre ter que escolher um dos lados. Ao invés disso, a criança deve ser envolvida em um nível básico, com uma compreensão do que foi decidido e os motivos. Se eles tiverem idade suficiente, será útil compreender como eles se sentem em uma conversa franca.

Se vocês avaliarem e for preciso, não deixe de conversar com os professores da criança ou até consultar um terapeuta infantil para ter orientações e poder lidar melhor com a situação.

Confira também:

Posts Relacionados



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + onze =